Minipúblicos: participação cidadã representativa e qualificada



Eixo Temático

II - Capacitação para agentes políticos


Público Alvo

Público em Geral, principalmente Lideranças Comunitárias, Vereadores, Conselhos Municipais e Gestores.


Período de inscrição

De 28/01/2019 a 18/02/2019


Duração do Curso

2 Horas


Período do curso

De 19/02/2019 a 19/02/2019


Horário das aulas

Das 14:00 às 16:00


Conteúdo

"Como minipúblicos, ou júris de cidadãos, podem ajudar a melhorar a vida e fortalecer a democracia nas cidades brasileiras"

Os Mini-Públicos, também conhecidos como Júris de Cidadãos, são compostos por 20 a 30 cidadãos comuns e leigos no tema, recrutados através de técnicas de amostragem (sorteio e cotas) para representar a coletividade envolvida no problema ou decisão alvos da deliberação. Eles recebem informações relevantes sobre o contexto, interagem com especialistas e questionam "testemunhas" (stakeholders com visões diversas) ao longo de um ou mais dias para depois trocarem argumentos e deliberarem na busca de consensos. Ao final o Minipúblico elabora documento com a decisão ou recomendações, assim como os argumentos e informações que as embasaram. 

A partir dos princípios elaborados por Ned Crosby, criador dos mini-públicos em 1971 nos Estados Unidos, e inspirados nas experiências internacionais, é realizado dois projetos aqui no Brasil que satisfizeram plenamente as expectativas: 1) com o Instituto Nossa Ilhéus foi conduzido um minipúblico para subsidiar a elaboração da Regulamentação de Moto-táxi, cujas recomendações foram incorporadas no Projeto de Lei a ser votado na Câmara de Vereadores. 2) com a Fundação Tide Setúbal foi realizado um minipúblico com moradores do bairro Lapenna, na Zona Leste de São Paulo, para subsidiarem o projeto de reforma da principal rua do bairro que será executado pela Sub-Prefeitura. O desejo é colocar essa metodologia cada vez mais a serviço das gestões públicas e legislativos, principalmente na esfera municipal.

Programação:

Introdução: O que são Inovações Democráticas;
Minipúblicos ou Júris de Cidadãos: como funcionam;
Experiências de minipúblico no Brasil;
Experiências de minipúblico no mundo;
Democracias e gestões municipais fortalecidas;
Perguntas e Debate.

Dia: 19 de fevereiro
Horário: 14h00 às 16h00

Palestrantes: 
Silvia Cervelini - Cientista social, é especialista em Opinião Pública pela Universidade de Connecticut. Desenvolveu carreira executiva no IBOPE, tendo atuado nas áreas de Opinião Pública e Inteligência de Mercado. Atualmente é consultora de pesquisa e coordenadora do coletivo Delibera Brasil.

Juliana Fratini - Cientista política, é especialista em finanças e políticas públicas pela Universidade de Chicago (2009) e em globalização e cultura pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (2006). Atuou com consultoria digital em campanhas eleitorais de 2010, 2012, 2014 e 2018. Co-fundadora do Delibera Brasil.

Esta é uma palestra em parceria com o Delibera Brasil

Campanha da Solidariedade: Trazer 01 litro de leite no dia da Palestra